[Esta es una weblog con comentarios, cobertura de eventos y noticias sobre las artes y la cultura brasileña en España.]

2.9.05

Quando buscamos “Brasil” e “brasileiros” na imprensa espanhola.

Acredito que mais de uma pessoa estará de acordo conosco quando dizemos que a imprensa internacional se sente especialmente atraida pelas notícias de cunho negativo. Entramos numa espiral de tragédias de todos os portes, desde o âmbito doméstico aos nacionais que não faltam em nenhuma edição dos jornais impresos, nem nos canais de televisão ou de rádio.
Talvez Internet, pela sua versatilidade em oferecer mudanças nas notícias diárias ainda considere que notícias sociais, culturais ou científicas valham à pena.
E isso destacamos porque vem sendo difícil manter uma seção de notícias sobre Brasil coletadas nos meios espanhóis que comunique aspectos positivos sobre o país e sua gente. A pauta política prevalece, as inundações de qualquer grau chamam a atenção, a violência é titular seguro e as precariedades da nação são revisadas com todo o tempo que possam dedicar-lhe.
Salvo o futebol, que é o primeiro assunto na imprensa espanhola quando os termos de busca de notícias são: “Brasil” ou “brasileiro”, nos arriscaríamos a dizer que 90% das notícias gerais têm enfoque negativo – qualquer dia trataremos de dar este dado concreto.
Se compararmos com as notícias veiculadas sobre México, Argentina ou Chile, não veremos diferença, salvo, uma vez mais, pelo futebol que para estes três exemplos não tem o peso que representa o brasileiro no exterior – e que, graças ao mesmo, é bom que se diga – temos diariamente presença bem valorizada nos meios de comunicação!
Então, o que nos faz insistir na nossa Seção de Notícias é que procurando com muito empenho e fazendo quase palavras-cruzadas, encontramos informação cultural sobre Brasil na Espanha. Eventos de capoeira e alguns músicos famosos em turnê são assuntos que mantém alguma constância nos meios.
Fora isso, temas indiretos que podem surgir de artigos ou reportagens que tratem sobre os investimentos espanhóis no Brasil nos setores energético ou bancário na sua maioria.
Obviamente, não haveria espaço em todos os meios para estar aprofundando sobre outros países, quaisquer que sejam, mas não entendemos o porquê desta predileção pelas notícias negativas – e nos assusta que alguém possa declarar que é porque não há nada mais que contar!
A produção cultural brasileira é prolífica em todas as áreas, o cinema cresce e se internacionaliza, a música é produzida em larga escala, os programas de televisão são de produção inédita muitos deles, a dança, a literatura e o teatro saem como espuma de centros culturais amadores e profissionais. Brasil produz ciência e também tem presença internacional nas investigações mais avançadas nos setores agrícola, farmacêutico, cosmético, textil e muitos outros.
Mas isso parece não caber nos titulares. A imprensa tem um espaço quase que estigmatizado para veicular qualquer nota que tenha as palavras: “Brasil” e “brasileiros” no conteúdo e este espaço é para o exotismo, a corrupção no terceiro mundo, os crimes ecológicos, a delinqüência ou qualquer outra negatividade do momento.
Concluindo aqui deixamos uma evasiva, mas é porque ainda estamos tratando de entender o que lemos e escutamos semanalmente nos meios. Sabemos que há pontes que ligam Brasil e Espanha e nela circulam gentes e fatos positivos, construtivos, solidários.
A cultura faz sua parte, prestigia, como quase nada, os valores de um país. Nisso podemos contribuir porque geramos situações, criamos produtos artísticos, reunimos gente em eventos de caráter social ou empresarial, mas há outros aspectos maiores que essa nossa influência!
De uma coisa estamos seguros, entretanto, a auto-estima de um povo e o conhecimento sobre o seu próprio potencial são elementos-chave para posicionarmos positivamente em qualquer lugar. Nossa habilidade para desenvolver-nos dentro do conceito de marca-país pode ser um fator decisivo para despertar um interesse menos superficial pela nossa sociedade.

No hay comentarios: